Seguindo a idéia do blog Impossible, resolvi fazer uma “impossible list” para me manter motivado a sair da zona de conforto e fazer muitas coisas que eu gostaria de fazer, mas não tinha a motivação apropriada.

    A primeira delas era correr uma maratona. Motivado pelos relatos do Joel Runyon, do blog citado acima, e também por assistir a uma corrida de uma amiga próxima, senti que a corrida seria um bom ponto de partida para iniciar essa jornada.

    Treinamento

    Com o objetivo em mente, o próximo passo era se preparar. Faço academia a alguns anos, entre idas e vindas, então minha forma física não é ruim (peso em torno de 80kgs, com 1.82m), então acreditei que não seria muito díficil, mas eu não podia estar mais enganado. Como apenas foco no levantamento de peso, minha capacidade cardiovascular não era muito melhor que de um sedentário hahaha. Começei treinando na esteira, com um aplicativo para smartphone chamado C10k, que vai te auxiliando na progressão de 0 para 5 KM ou 10KM com 3 treinos semanais. No início, treinava apenas aos sábados e domingos, mas passei a acordar mais cedo para conseguir os 3 treinos semanais.

    Após alguns meses de treino, consegui chegar a marcar de correr 28 minutos ininterruptos, aproximadamente 4.4 KM, o que me deu confiança que terminaria a prova de 5 KM.

    last-training

    Dia da corrida

    A corrida estava com a largada marcada para as 7:00 da manhã, entao acordei as 5:00 da manhã, fiz uma refeição e me preparei para a prova. Cheguei no local as 06:30, após deixar meus pertences no guarda-volumes, começamos um alongamento coletivo, confesso que fiz apenas metade pois queria poupar minhas energias para a prova, hehehe. Quase terminado o alongamento, o pessoal responsável pela narração da prova, avisa: “não esqueçam de retirar o chip!”. Caramba, o maldito chip. Confesso que naquele momento nem sabia o que era o tal chip, mas muito obrigado por me lembrar Sr. Narrador. Retirei o chip e vendo outros corredores colocarem os seus chips nos cadarços dos tênis, fiz o mesmo.

    run-start

    Largada e corrida

    Faltando alguns minutos para o início da prova, já me posicinei na linha da largada, com os outros competidores, faltando 1 minuto, liguei o modo exercicio da Mi Band, o runtastic e coloquei um podcast no ouvido. Preparado para a corrida, começamos!

    Como havia corrido apenas em esteira durante os meus treinos, correr com várias pessoas ao meu redor, foi uma experiência bem legal, a corrida fica bem menos monótona, você tem algumas coisas para te distrair, tem uma noção melhor de como é o seu ritmo e correr em um asfalto plano tem seu valor.

    Ao correr me lembrava constantemente de duas coisas, manter os ombros e braços relaxados e não começar com muita sede, então começei com um ritmo bem tranquilo no primeiro KM de prova, afinal ainda não sabia o quanto correr na rua dificultaria a corrida.

    Até a placa de 1KM fiz um pace de aproxidamente 06:28 e passado este ponto, tudo transcorria bem: meus pés não doiam, não estava ofegante, a chuva era tranquila, e não havia dor em nenhuma parte das pernas ou joelhos. Assim aumentei levemente o ritmo, rumo a placa de 2KM, a um pace de 06:23.

    Ao chegar perto da mesma, havia o primeiro posto de água, onde os atletas podem se rehidratar ou jogar sob o corpo para se refrigerar, fiquei impressionado com a quantidade de copos no chão, sério, era MUITO copo. Não lembro da última vez que atirei algo no chão, então não peguei a água neste posto, pois sabia que se pegasse iria segurar o copinho até o final da corrida hahahaha, além do mais, não havia necessidade, então rumo a placa dos 3KM.

    Mantendo o ritmo, consegui alcançar vários competidores ao longo do caminho, alguns já caminhavam, principalmente após a única subida do percurso, que fiz em um ritmo mais lento, pensando em economizar energia.

    Antes da placa dos 4KM, vi um competidor com deficiência visual em um ritmo impressionante, acompanhando de um rapaz que o guiava por uma fita entre as mãos. Consegui acompanha-lo por um tempo, mas logo se distanciou. Realmente impressionante.

    Ao alcançar os 4KM, começaram os primeiros sinais do cansaço, minhas pernas pareciam mais pesadas, mas já haviam se passado 80% da corrida, então pouco importava, agora era foco no final.

    Ao chegar nos 500 metros finais, resolvi dar um gás final, aumentei muito o meu ritmo, meu batimento cardíaco estava em torno de 180BPM, não cheguei a olhar a Mi Band mas com certeza deve ter passado dos 210 ao final, o meu pace que no momento era de 06:11 baixou para 05:24 com um top de 04:21! Foi muito exaustivo, é impressionante pensar que tem pessoas que sustentam isso durante uma corrida inteira.

    run-pace

    A chegada se encontrava no mesmo ponto onde havia a largada, os competidores dos 10K passavam reto para fazer uma segunda volta no trajeto e os de 5K faziam uma curva em U, rumo a linha de chegada. Nesta curva, quase atropelei uma moça, peço desculpas a mesma (se por uma coincidência do universo ela ler isto :D). Passei a linha de chegada quase sem fôlego e com uma leve tontura, mas muito feliz, o primeiro desafio havia se cumprido. Hora de tomar uma água, por que agora havia lixo por perto hahaha.

    Resultados

    Consegui terminar a prova com o tempo final de 31:04, o que estava dentro da minha expectativa de 30 a 35 minutos de prova, acho que mesmo inconscientemente fiz uma boa corrida, com um ritmo correto, mesmo que tenha sido na sorte, hehehe.

    final-results

    Era isso pessoal, agora é focar no treino de 10K e que venham as próximas corridas!

    run-finish